15
AGO

Salvador terá maratona dia 22 de outubro

As provas terão largadas no Farol da Barra; são esperados quatro mil atletas

No dia 22 de outubro a capital baiana se transformará na cidade do atletismo. Nessa data acontecerá a primeira edição da Maratona Cidade de Salvador que tem como objetivo atrair um público de 4 mil competidores de todos os níveis. As provas serão de 5 km e 10 km; a meia maratona (21 km), a maratona individual (42 km) e a maratona de revezamento com equipes compostas por quatro atletas no total de 42 km. 

Todas as largadas serão realizadas no Farol da Barra às 5h30. Os retornos serão realizados na praça Eliana Kertész, em Ondina, para os atletas que disputarão os 5km e o teatro Sesi no Rio Vermelho paras corridas de 10km. Já para os corredores que vão participar da meia maratona e da maratona individual o retorno será no Jardim de Alah. Já a maratona de revezamento terá seu retorno no Largo da Mariquita. 

As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (21) pelo prefeito ACM Neto, em entrevista coletiva realizada no UCI Orient Shopping Barra. "Desde 2013, a prefeitura tem investido em um calendário de eventos e temos conseguido eventos que tiveram repercussão nacional, atraindo turistas", disse o prefeito. 

O objetivo da prefeitura é introduzir a cidade no circuito nacional de competições de rua. Os primeiros colocados de cada competição levarão para casa troféus que homenageiam um dos maiores entusiastas e praticante de corridas de rua da Bahia e do Brasil, Ayrton Ferreira dos Santos. O prefeito quer que a maratona vire um evento internacional. "A maratona vai ter um grande apelo nacional, e que ela se torne robusta e se torne um evento internacional. E isso não é sonhar alto", disse. 

O grupo musical Alavontê vai fazer o encerramento da maratona, no pranchão Alavontê que vai sair do Farol da Barra até o Barra Center. Além da maratona, será organizado um festival de massas, na noite que antecede a competição. As inscrições já estão abertas. 

A expectativa é que de 4 mil pessoas se inscrevam para participar da maratona. “Para uma competição no mesmo ano é um objetivo significativo que a gente pode atingir. A gente conta com apoio e clube de corrida, revistas e sites especializados para nos posicionarem no cenário nacional. A gente quer um projeto muito ambicioso pra que a gente possa posicionar a cidade no lugar que ela merece”, afirmou o presidente da Saltur, Isaac Edington.

Data escolhida
Segundo Edington, a maratona está agendada para uma data que não gere conflitos com outras datas importantes na cidade e deve seguir essa lógica para as próximas edições. “Ela não possa estar conflitando com alta estação da cidade. A corrida está marcada para 22 de outubro, mas a ideia é que no próximo ano, a gente faça uma avaliação da melhor data. É bem provável que a gente puxe mais pra entre julho e agosto”, explicou.  

Para o presidente da Salvador Destination, Paulo Gaudenzi, a data escolhida é ideal para o setor turístico. "O período de agosto a novembro era considerado de média estação quando o Centro de Convenções estava em funcionamento, por conta dos eventos que eram realizados nessas datas, mas desde que ele deixou de funcionar, o período passou a ser considerado de baixa temporada. A realização desse evento em outubro é importante nesse sentido. Esperamos que ele seja realizado todos os anos", afirmou. 

O presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Silvio Pessoa, também acredita que a escolha do mês de outubro foi acertada, tanto para os empresários como para os próprios competidores. "Em outubro, ainda não estamos no alge do verão e as temperaturas são mais favoráveis para os corredores, principalmente para aqueles que não estão acostumados com o nosso clima. Além disso, esse é um período de baixa estação e qualquer evento é bem vindo", disse.

Esporte democrático
"A corrida é o esporte mais democrático que existe no mundo. Num mesmo evento pode participar gente de qualquer classe social, corpo e credo religioso. Nós vamos ter em Salvador corridas de várias distâncias. A maratona é uma vocação nossa aqui da Bahia. Das três mulheres inscritas nas Olimpíadas do Rio da Janeiro duas são treinadas na Bahia", explica Og Robson, presidente Federação Baiana de Atletismo.  

Durante o evento, o prefeito ACM Neto destacou a importância de se consolidar um calendário esportivo em Salvador. “Salvador que já está consolidada pelo seu carnaval, Réveillon, seus eventos musicais, e agora se insere, de uma vez por todas, como uma cidade palco de um dos grandes eventos esportivos do Brasil, e vai competir com os principais destinos do país”, pontuou. O prefeito estiam que os turistas fiquem cerca de três dias na cidade, o que movimenta economia local. 

Ainda segundo o presidente da Saltur, Isaac Edigton, a cidade já tem estrutura para receber um evento desse porte. "Hoje a cidade tem condições de comportar uma competição como essa. Esse evento consolida Salvador como destino de corrida de rua no país, para que cada vez mais os maratonistas venham para Salvador", disse. Ele destacou também que eventos como esse garantem mais saúde para a população. "Traz benefícios para a população, que se torna mais saudável. Melhora a qualidade de vida das pessoas". 

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH), Glicerio Lemos, aprovou a inciativa e disse que, apesar de o setor ainda não ter uma estimativa de clientes para o evento, a avaliação é positiva. "Precisamos fortalecer o calendário de eventos para atrair mais turistas para a cidade. Como esse é o primeiro ano, ainda não temos uma base, mas a expectativa é a melhor possível. Esse é um segmento (a maratona) novo para Salvador e que fortalece não apenas o setor hoteleiro, mas toda a cadeia do turismo, ou seja, é bom para os taxistas, as baianas de acarajé, os comerciantes, para todos", afirmou. 

Ele contou que o setor hoteleiro vai oferecer descontos e tarifas especiais para os maratonistas e os familiares dos competidores, como um incentivo para o evento. 


Fonte: correio24horas.com.br


15 de Agosto de 2017