11/08

Igreja do Bonfim, Elevador Lacerda, Mercado Modelo, Pelourinho e Farol da Barra: como fazer esse tour em um dia

Vai passar um dia em Salvador mas ainda assim, não quer deixar de conhecer os principais pontos turísticos da cidade? Montamos um roteiro rápido de atrações e passeios que você consegue visitar, e que vai fazer a sua breve passagem pela capital valer a pena.

Com tantos locais importantes para conhecer, fica impossível visitar todos em tão pouco tempo e é por isso que viemos aqui hoje. Montamos esse roteiro de um dia, para você conhecer alguns pontos turísticos em apenas algumas horas. Aí fica mais fácil se programar e visitar outros lugares como as praias, a Praça Castro Alves, o Farol da Barra e o bairro boêmio de Salvador, o Rio Vermelho. Vamos ao roteiro?

Farol da Barra

Também conhecido como Farol de Santo Antônio, o Farol da Barra fica localizado no Forte Santo Antônio da Barra, e sua torre atual, com 22 metros, foi instalada em 1839. O Farol, na verdade, foi construído antes mesmo da cidade de Salvador e era utilizado para vigiar e proteger a entrada da Baía de invasões ou de ataques. 

Muito além de ser uma parada para fotos e selfies, o local hoje abriga o Museu Náutico da Bahia, que possui um vasto  acervo com objetos de inúmeras épocas da história que conta um pouco da relação entre o homem e o mar, e também da Baía com o próprio farol. 

Para os moradores da cidade, o ingresso custa R$ 5 reais. No entanto, para os turistas, o valor permanece R$15 e R$7,50, sendo inteira e meia respectivamente. Vale lembrar que para obter o desconto, deve-se comprovar a moradia em Salvador. Além disso, por conta do combate à Covid-19, o Farol permanece fechado, durante o isolamento social.

Mercado Modelo

Esse é o primeiro ponto turístico para incluir no seu roteiro, localizado no bairro do Comércio. Construído em 1861 para ser Casa de Alfândega, o  Mercado Modelo foi inaugurado em 1912, e atualmente é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Frequentado pela grande maioria dos turistas que vêm a Salvador, o Mercado vende produtos de artesanato e souvenirs, como fitinhas do Bonfim, roupas, bebidas e até artigos para casa, além de possuir locais para almoço. Sem contar a localização, já que fica de frente para a Baía de Todos os Santos com um visual incrível e bem perto do Elevador Lacerda, o próximo ponto turístico que você precisa conhecer. 

Elevador Lacerda

Seguindo o Mercado Modelo e olhando para cima à esquerda da Baía de Todos os Santos, você já consegue avistar o Elevador Lacerda, o primeiro elevador urbano do mundo. Construído em 1873 e com 72 metros, atualmente, é um dos principais cartões postais de Salvador. Ele faz a ligação entre a cidade baixa e a cidade alta.

Em 2006, o Elevador Lacerda, assim como o Mercado Modelo, entrou para a lista dos locais tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Para subir no elevador, você paga 15 centavos e tem uma vista incrível de cima da Baía. 

A paisagem torna perfeita qualquer foto! E por falar em foto, agora, assim que você sai do elevador já dá pra aproveitar e tirar uma sua no letreiro grande de Salvador, e logo depois seguir sentido a um dos pontos mais famosos da cidade: o Pelourinho. 

Atenção!! Cuidado com os ambulantes que abordam com fitinhas do Senhor do Bonfim e oferecem para te pintar com os símbolos da Timbalada, sempre acorde o valor antes.

Pelourinho

Também conhecido carinhosamente como Pelô, o Pelourinho é um bairro localizado no centro histórico de Salvador. Esse era o local em que os escravos que fugiam ou cometiam delitos eram punidos. 

Hoje, o local que era triste, deu espaço a um lugar de alegria, com muita música, animação, cultura e arte baiana. Reconhecido como Patrimônio Histórico da Humanidade, além de bares e restaurantes, você encontra muitas lojinhas e o principal, o AXÉ. Se você der sorte em sua visita ainda pode coincidir com o dia de ensaio do grupo Olodum. 

Lá também é possível conferir a arquitetura barroca marcante das Igrejas, algumas banhadas a ouro como, a Igreja de São Francisco de Assis, a Catedral Basílica de Salvador e a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Vale ressaltar que algumas dessas igrejas cobram em média R$ 5,00 por visitação. Por falar em Igreja, vamos à nossa última visita a um ponto turístico da capital baiana desse dia, a Igreja do Bonfim. 

Basílica do Senhor do Bonfim

Esse é o local mais afastado desses citados hoje e o melhor para fechar com chave de ouro este dia. A Igreja Nosso Senhor do Bonfim teve sua missa solene celebrada em 1754, sem iluminação ainda. Somente em 1862 os lampiões foram substituídos por lâmpadas e a partir de 1927 o que antes era só uma capela, tornou-se basílica pelo Papa Pio XI.

O local é símbolo da fé católica na cidade e é onde os turistas e devotos vêm para fazer pedidos e comprar aquelas famosas fitinhas coloridas do Bonfim. Já o segundo piso da Igreja possui um museu que reúne artefatos, quadros, móveis e indumentárias dos padres. 

Além de uma arquitetura incrível, a atmosfera do local é difícil de descrever. Só quem visita sabe a sensação que dá de estar naquele local. Vale muito a pena conhecer mesmo não tendo a mesma fé religiosa. 

Bom, por hoje é só. Depois de visitar todos esses lugares, provavelmente será o momento de tomar um banho, descansar. Aproveite e siga as nossas redes sociais e conta pra gente qual o ponto turístico você está mais curioso para conhecer e, se já visitou todos esses, qual foi o seu favorito. Até mais!